A complexidade dos bairros de São Paulo

Uma cidade gigantesca em área e população demanda subdivisões geopolíticas mais profundas para que a administração pública possa gerir da melhor forma possível. Daí vieram as subprefeituras, os distritos e os bairros de São Paulo. Mas isto é tão incerto quanto parece ser organizado.

Para a população em geral, talvez a divisão de “distrito” seja desconhecida por definição, mas na prática ele é compreendido como “bairro”, em alguns casos. Porém, esta variação de “em alguns casos” não possui uma regra clara no que diz respeito ao entendimento do seu espaço (como um morador), que seria o modo como que a população compreende os limites do seu bairro em detrimento ao mapa geopolítico oficial.

Por exemplo, o bairro Tatuapé está situado dentro do Distrito do Tatuapé, mas existe uma compreensão por seus moradores de que o “bairro” teria a proporção territorial aproximada ao seu distrito.

Localização do bairro Tatuapé

Localização real do Bairro do Tatuapé.

Ou em outro caso, comum a qualquer lugar, quando não se sabe precisamente delimitar um bairro. Com isto, um bairro ou distrito pode “adentrar” o território do bairro vizinho. Isto acontece com os bairros Bela Vista, Cerqueira César e Higienópolis, por exemplo.

Ainda existe outra percepção, ainda mais complexa. Em alguns casos se sabe da existência do bairro e do parcialmente de um distrito, porém de modo implícito.

Um exemplo é no Distrito do Jabaquara, onde se tem parcial noção dos limites do Bairro Jardim Oriental, porém é comum falarem que moram no “bairro Jabaquara”, por compreender ser mais fácil de ser localizado dando o nome do “bairro comercial”, ou pela interpretação que se pode ter, uma porção mais ampla ao bairro real que sofre influência de um bairro vizinho com características mais marcantes.

 

Como o mercado imobiliário reflete isto em seus anúncios

Com esta “indefinição”, o próprio mercado imobiliário quando proprietários colocam seus imóveis para vender ou alugar nas imobiliárias, acaba se adequando ao que a própria população compreenderá sobre o seu espaço. Em alguns casos, novas definições são criadas por conta de semelhança física do bairro ao seu bairro vizinho.

Desta complexa rede de interpretações geográficas, desenvolvemos o mapa abaixo, que mostra além da porcentagem de imóveis que estão fora do seu distrito/bairro, e onde está de fato o imóvel. Buscamos seguir, para esta análise, a compreensão popular do bairro que, como falamos, se aproxima do território do distrito.

O mapa abaixo é interativo. Ou seja, passe o mouse sobre os distritos e a informação aparecerá. Ao fazer isto o distrito ficará em destaque juntamente com pontos fora dos seus limites, que são os imóveis. Isto demonstra a complexidade geográfica entre o que é oficial e o que é perceptivo

O mapa em tela cheia você poderá ver aqui

Já para equilibrar este descompasso entre o oficial e o que é da percepção das pessoas, o Properati, ao apresentar os imóveis quando você realiza um filtro, compensa isto agregando o mesmo imóvel nos dois resultados.

Por exemplo. Se você está buscando um imóvel no Bela Vista verá todos os imóveis realmente localizados no bairro, mesmo que a imobiliária tenha acrescentado “Paraíso” como bairro. Mas também verá os imóveis que foram adicionados como Bela Vista, mas que estão localizados geograficamente no Cerqueira César.

Isto sem duplicar o imóvel. O que fizemos foi identificar a localização real pelo CEP e/ou endereço (com ou sem número) e interpretar o bairro correto. Assim, você não deixa de ver um imóvel por conta deste cenário um pouco confuso sobre “até onde vai o meu bairro?”.